Este espaço é para si! Envie-nos a sua notícia: mscmail.fotorali@gmail.com

domingo, 14 de junho de 2015

SEBASTIEN OGIER IMPERIAL NO RALI DA SARDENHA

O francês Sebastien Ogier venceu hoje o Rali da Sardenha, sexta prova do Campeonato do Mundo de Ralis. Ao volante do Volkswagen Polo WRC, o piloto Campeão do Mundo obteve uma categórica vitória após 4 dias de rali completamente ao ataque em que conseguiu anular a desvantagem de abrir a estrada nos tradicionais pisos demolidores e escorregadios da ilha italiana.

Martin Prokop foi a primeira surpresa da prova ao vencer a Super Especial de abertura, mas o grande destaque do rali surgiu logo na primeira classificativa "a sério". Hayden Paddon soube tirar partido da sua posição na ordem de partida para colocar o seu Hyundai i20 WRC no comando do rali, posição que o jovem neo zelandês conseguiu segurar grande parte do rali, aguentando firmemente os ataques de Ogier e Latvala, ambos em luta pelo segundo lugar.


Latvala via-se arredado desta luta na pec 13, vítima da dureza extrema dos troços que, aliás, deixou marcas em várias equipas de topo.
Kris Meeke sofria uma saída de estrada ainda na fase inicial do rali, Andreas Mikkelsen via a suspensão do seu Polo WRC ceder e Dani Sordo não conseguiria concluir a primeira etapa após arrancar uma roda do seu Hyundai.


Na frente, com Paddon no comando e Ogier no seu encalce, Ott Tanak ascendia ao pódio beneficiando do atraso de Latvala, mas as dificuldades extremas que os troços da Sardenha apresentaram aos pilotos viria a provocar mais alterações ainda antes do final da segunda etapa.
Ott Tanak abandonava na 17ª classificativa com a caixa de velocidades encravada deixando Mads Ostberg no degrau mais baixo do pódio. Na mesma classificativa, o piloto sensação do rali Hayden Paddon acabaria por descer ao segundo lugar quando problemas na caixa de velocidades e um pião fizeram o neo zelandês perder imenso tempo. Com este infortunio para as cores da Hyundai, seria Sebastien Ogier a ascender à liderança, numa altura em que apenas faltavam disputar 6 troços.


O ultimo dia de rali serviu apenas para cumprir calendário. Ogier liderava com larga vantagem para Paddon, e este tinha também o seu primeiro pódio da carreira perfeitamente seguro. Ogier ainda venceu a Power Stage, amealhando a pontuação máxima num rali onde "suou" para conquistar a vitória.
O acontecimento do dia foi mesmo a alteração no 3º lugar. Ostberg sofria uma saída de estrada caindo para o 4º posto deixando Thierry Neuville no pódio. Estas posições não viriam a sofrer mais alterações ditando assim a classificação final do rali.
Na WRC2, o Rali da Sardenha foi um verdadeiro calvário para as cores nacionais. Bernardo Sousa e Hugo Magalhães sofreram imensos problemas mecânicos no Peugeot 208 T16 e foram forçados a abandonar nas 3 etapas da prova. A dupla nacional não conseguiu rodar sem problemas em qualquer classificativa do rali acabando por alinhar sempre ao abrigo do "Superrally".
A prova foi ganha pelo ucraniano Yuri Protasov, em Ford Fiesta RRC, com um brilhante 7º posto da geral, na frente do piloto local Paolo Andreucci ao volante de um Peugeot 208 T16. Jan Kopecky levou o Skoda Fabia R5 ao 3º lugar final.

Sem comentários:

Enviar um comentário