Este espaço é para si! Envie-nos a sua notícia: mscmail.fotorali@gmail.com

domingo, 28 de junho de 2015

FREDDY LOIX VENCE EM YPRES, BRUNO MAGALHÃES TERMINA EM QUARTO

foto FIA ERC
Foi uma vitória de paciencia, aquela obtida pelo belga Freddy Loix no Rally d'Ypres. O piloto estreava-se ao volante de um Skoda Fabia R5 e conseguiu ao longo dos dois dias de prova ir subindo posições até proporcionar ao carro checo a sua primeira vitória no Campeonato da Europa de Ralis.

foto FIA ERC
O rali começou por ser liderado por Craig Breen ao volante de um Peugeot 208 T16 mas a oposição estava muito perto com Bryan Bouffier a colocar o seu Citroen DS3 R5 bem perto do piloto irlandês.
Pelo caminho ficava logo no início Kevin Abbring com uma saída de estrada depois de liderar o rali nas primeiras três classificativas.
Mais atrás, Freddy Loix ia descobrindo o seu novo Skoda Fabia e conseguia entrar no top 5 ao final da primeira etapa.
foto FIA ERC
O segundo dia seria fértil em mexidas na classificação. Craig Breen não evitou uma saída de estrada quando tentava fugir aos ataques de Bryan Bouffier caíndo para o segundo lugar por troca com o piloto francês enquanto Stephane Lefevbre ascendia ao terceiro posto e Freddy Loix também se aproximava. 
Mas o pior ainda estava para vir pois os danos sofridos no Peugeot de Breen viriam a deixar o piloto irlandês fora de prova logo na classificativa seguinte, troço onde Lefevbre também via o azar bater-lhe à porta com um furo a ditar a perda de 3 minutos.
Com estas incidências, Freddy Loix subia ao segundo lugar e, mostrando-se cada vez mais adaptado ao carro, o piloto belga estava a somente 4,1 segundos de Bouffier. Só que Loix parecia determinado a chegar à liderança e em apenas 3 troços conseguiu diluir progressivamente a sua desvantagem aproveitando também um furo sofrido no Citroen do seu adversário.
foto FIA ERC
Com apenas 2 troços por disputar Loix era agora o novo líder com Bryan Boufier no segundo posto enquanto o 3º lugar era agora posse de Vincent Verschueren, ao volante de um Citroen DS3 R5 e estas posições não viriam a sofrer mais alterações ficando definida a classificação final.
foto FIA ERC
Para as cores nacionais o Rally d'Ypres teve um sabor agri-doce. Bruno Magalhães e Hugo Magalhães, a bordo de um Peugeot 208 T16 começaram por rodar bastante longe dos lugares cimeiros mas aos poucos foram acertando o Peugeot para os difíceis troços belgas e os resultados não se fizeram esperar. No final do primeiro dia a dupla estava já no 11º posto da geral e decidida a atacar no dia seguinte. Com um desempenho notável, Magalhães conseguia subir na classificação e em apenas três classificativas a dupla colocava o seu Peugeot já no 5º lugar. Com os azares e atrasos dos pilotos da frente, Bruno Magalhães ainda iria subir mais uma posição terminando o rali no 4º posto final.
foto FIA ERC
Já Diogo Gago e Jorge Carvalho foram os grandes azarados do rali. A fazer a sua estreia na Bélgica, a dupla começou com um bom ritmo rodando dentro do top 5 mas aos poucos Gago e Carvalho foram-se aproximando da liderança no Campeonato Júnior sendo os segundos classificados à entrada para a última pec. Mas quis a sorte abandonar a dupla do Peugeot 208 R2 que viria a sofrer uma saída de estrada deitando por terra aquele que seria um excelente resultado. A vitória nos Júnior sorriu a Alex Zwada, em Opel Adam R2.

Sem comentários:

Enviar um comentário