Este espaço é para si! Envie-nos a sua notícia: mscmail.fotorali@gmail.com

domingo, 6 de março de 2016

NACIONAL DE RALIS: FONTES ABRE DEFESA DO TÍTULO COM VITÓRIA

Foi um Rali Serras de Fafe escrito em três episódios. A temporada de 2016 do Nacional de Ralis abriu com todos os ingredientes necessários para que o Nacional de Ralis seja por muitos considerada a melhor de sempre. Com mais de uma dezena de carros "de topo" e vários candidatos ao triunfo, entre os quais quatro campeões nacionais, adivinhava-se um rali extremamente emotivo e, se tanto se previa, melhor se confirmou.

Ricardo Moura e António Costa foram os primeiros protagonistas. Ao vencer a dupla passagem pela classificativa do Confurno ainda na noite de sexta feira, a dupla do Ford Fiesta R5 arrancava embalada para "vingar" o segundo lugar no campeonato de 2015 e as primeiras classificativas de sábado assim o confirmavam. Com forte concorrência de José Pedro Fontes e de Miguel Campos, Moura defendia a liderança até ao meio do dia mas sempre com Miguel Campos no seu encalce e Fontes bem perto. No entanto, para Ricardo Moura a segunda passagem pela Lameirinha seria nefasta com a mecânica do Fiesta R5 a colocar um ponto final na sua (excelente) prestação.
Seria então Miguel Campos a assumir a liderança. A mostrar uma adaptação perfeita ao Skoda Fabia R5, o piloto famalicense navegado por Carlos Magalhães parecia apostado em sagrar-se vencedor embora nunca tenha estado verdadeiramente descansado na liderança com a diferença para Fontes a ser residual. Só que também Campos se pode queixar da sorte, ou da falta dela. Uma falha na bomba da direcção assistida durante Luilhas 2 levava à perda de imenso tempo e consequente queda para o terceiro posto, atrás de Pedro Meireles e do novo líder, José Pedro Fontes.
Para o piloto do Citroen DS3 R5 esta era a oportunidade perfeita para chegar à sua primeira vitória do ano, nesta que foi também a prova do regresso de Inês Ponte ao lugar de navegador do Campeão Nacional.
Entrava-se na fase final do rali e se para Miguel Campos a luta pela vitória estava terminada, para Pedro Meireles e Mário Castro apenas alguns segundos os separavam do primeiro lugar e foi com esse resultado na mira que entraram nas derradeiras classificativas. Mostrando um andamento muito forte e concentrado, a dupla do Skoda Fabia R5 tudo tentou para destornar Fontes / Inês, mas estes estiveram em muito bom nível defendendo-se dos ataques da dupla do Skoda, arrecadando a vitória final na prova.
Assim, Pedro Meireles e Mário Castro terminavam o Rali Serras de Fafe no segundo posto enquanto Miguel Campos e Carlos Magalhães fechavam o pódio final.
Seguiram-se na classificação as duplas Carlos Martins / Daniel Amaral, em Citroen DS3 R5 e Miguel Barbosa / Miguel Ramalho, na estreia em ralis a bordo do Skoda Fabia R5 do Team BP Ultimate.
Pela negativa, os destaques vão para Carlos Vieira e Jorge Carvalho, vítimas de um capotanço no primeiro troço da segunda etapa que os levava ao abandono e de Fernando Peres / José Pedro Silva, a revelarem não ter o ritmo dos homens da frente, vindo ainda a atrasar-se na sequência de um toque que deixava o seu Ford Fiesta R5 bastante desalinhado.
O Nacional de Ralis prossegue em Abril com a realização do Rali de Castelo Branco, em pisos de asfalto.

CLASSIFICAÇÃO FINAL

Sem comentários:

Enviar um comentário