Este espaço é para si! Envie-nos a sua notícia: mscmail.fotorali@gmail.com

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

RPH: SEGUNDA ETAPA BASTANTE DURA RETIRA LIDERANÇA A JOÃO MEXIA E ATRASA BASTANTE JOÃO VIEIRA BORGES

Após quinze Provas Especiais, a equipa Banco BIC sofreu um revés bastante grande, pois a dupla João Mexia / Nuno Machado perdeu a liderança, ao passo que João Vieira Borges / João Serôdio, se atrasaram bastante no final da etapa e perderam os lugares conquistados até então, encerrando o grupo da equipa Banco BIC, que agora tem como segundo melhor, a dupla Rui Bevilacqua / Alexandre Berardo. A equipa está toda em prova e vai continuar cheia de garra.

Já se esperava que as dificuldades aumentassem no segundo dia do Banco BIC – RPH, com os concorrentes a serem chamados a disputar dez provas especiais, em zonas complicadas, como Tomar, Figueiró, Campelo, Lousã, Arganil, enfim, tudo áreas que nos recordam sempre, a dureza das provas do mundial de ralis, disputadas no nosso país.
Avisados e de sobreaviso, todos os elementos da Equipa Banco BIC estavam preparados para tudo, sabendo quando e onde atacar nas zonas mais sinuosas ou rápidas do percurso, mas sempre atentos à pressão dos adversários estrangeiros, tão bem ou melhor preparados, para entrar numa luta sem quartel pelo comando da prova, ou pelas posições cimeiras da mesma. 
João Mexia, manteve-se durante muito tempo no comando, apesar dos ataques de todos os outros. O piloto do Porsche preto era o “homem a abater” segundo os estrangeiros – e quase todos os portugueses...-mas não se distraiu e até aumentou a sua vantagem sobre o seu principal adversário, Yves Deflandre, até que um engano quase no final do dia, lhe fez perder o comando, passando agora a seguir o seu principal adversário, apenas a 29,7s.
João Vieira Borges / João Serôdio (BMW 635 CSI) tinham conseguido subir uma posição, mas com o engano de percurso, baixaram ao 29o da geral, já com uma pontuação difícil de recuperar, o que colocou a dupla Rui Bevilacqua / Alexandre Berardo (Datsun 1800 SSS) como segundo melhor colocada da equipa Banco BIC em 21o, com Pedro Black/ José Segarra muito perto (23o) e Manuel Romão / Ivo Tavares em 27o. Todos dentro dos 30 primeiros e todos em prova.
Amanhã o pelotão do Banco BIC Rally de Portugal sai de Espinho pelas 08h15 para a 3a Etapa, passando depois por Lamego e Amarante antes do regresso a Espinho pelas 23h30.

Sem comentários:

Enviar um comentário