Este espaço é para si! Envie-nos a sua notícia: mscmail.fotorali@gmail.com

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

CRÓNICA - JOÃO FERNANDO RAMOS NO RALI DA CATALUNHA: DIA 2 – COMEÇAM OS RECONHECIMENTOS

"Olá de novo! Hoje a partida de casa foi pelas sete e um quarto, menos uma hora em Portugal. Ainda era de noite, e com a rádio a tocar em fundo e o José Janela a indicar o caminho até à primeira especial do dia, fui literalmente em piloto automático, sem pensar, obedecendo apenas ao “vira aqui…atenção à velocidade, cuidado com o cruzamento”. 

Colldejou  tem pouco mais de 26 quilómetros  e é uma nova versão de um troço que fizemos em sentido contrário no ano passado. Temos que anotar cada curva, como a vamos abordar, se podemos ou não cortar a trajectória aproveitando as bermas, as distâncias entre curvas, o piso, os pontos de travagem… são muitos páginas cheias de alguns hieróglifos apenas ao alcance de alguns! Logo pela madrugada confesso que é demasiada informação, mas rapidamente acordamos e entramos no ritmo. Não há margem para erros. Apenas passamos duas vezes em cada especial, na primeira a tirar notas, na segunda a confirmar e a somar mais alguns dados. Vou ditando cada nota para o Janela anotar e vamos acertando os dois se é mesmo a melhor forma de fazer aquela curva. Este é um trabalho de grande cumplicidade, de entreajuda levada ao limite. 
Seguimos sempre concentrados, sem apartes nem comentários, mas a meio da especial sorrimos os dois…
- Lembras-te daqueles cromos que estavam ali no ano passado?
- Sim…crominhos mesmo!
É a seguir a uma lomba cega, numa zona a descer com uma esquerda 2 ao fundo. Mal fizemos a lomba já com o carro na travagem forte, não é que um grupo de maduros estava na beira da estrada de calças em baixo, mostrando um naipe de rabos brancos a quem ali chegava já pendurado nos travões… este é também um rali de verdadeiros apaixonados pelos automóveis! Já chegaram e já estão por todo o lado, muitos até já a acampar nas especiais. Os ralis são um mundo à parte, uma tradição, um conjunto de rituais e experiências que só quem as vive pode descrever com conhecimento de causa, e acima de tudo… entender, o que nem sempre é fácil explicar!
Reconhecemos hoje cinco troços, num bom ritmo e acho que temos excelentes notas para fazer um belo rali! Para manter a tradição, um furo numa das classificativas de terra, que estão com um piso extremamente rápido, mas traiçoeiro. Amanhã há mais, de novo cedo, muito cedo!... 
Esta noite ainda iremos à assistência que já trabalha nos carros, beber um Beirão e um Delta e colocar a conversa em ordem. É uma avenida inteira com carros da RMC no parque de assistência do mundial. É um orgulho e uma responsabilidade imensa estar aqui, no meio dos melhores do mundo. Até amanhã, com o segundo dia de reconhecimentos."
por João Fernando Ramos

Sem comentários:

Enviar um comentário