Este espaço é para si! Envie-nos a sua notícia: mscmail.fotorali@gmail.com

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

UM GRANDE RALI EM PERSPECTIVA

A segunda edição do rali de Viana do Castelo promete ser um evento que marcará a temporada de  2013 dos ralis portugueses. Numa altura em que os campeonato regionais passam por uma crise de identidade, a prova de Viana é uma excepção pela lista de inscritos que apresenta. São 47 equipas que representam uma referência na quantidade e qualidade.

A liderar o Campeonato Regional de Ralis do Norte para “duas rodas motrizes”, Julio Bastos tentará levar a melhor sobre Ruben Moura e António Dias, que são os seus mais próximos adversários a três provas do final do campeonato. No mesmo campeonato, mas na categoria de “quatro rodas mortizes” Luis Mota está apostado em vencer e desta forma dilatar a vantagem que tem para Bruno Costa, numa guerra entre duas gerações de Mitsubishi Lancer Evo, um VII no caso de Mota e um VI no caso de Costa.
Mas ainda no regional os “outsiders” terão uma palavra a dizer, ou não fossem eles um lote de pilotos rápidos. Ricardo Teodósio dispensa quaisquer apresentações, tendo o piloto algarvio o final do périplo que fez pelas provas no norte do país marcado para Viana. André Cabeças, com o recém adquirido Mitsubishi Lancer Evo V mas mais evoluído a nível de caixa de velocidades, quer vingar o azar de 2012 quando acabou o rali “de rodas para o ar” numa altura em que liderava. Mário Barbosa com o Citroen Saxo Kit Car será um forte adversários se os pisos se apresentarem secos como a meteorologia prevê. Mas há mais, Eduardo Veiga leva até Viana o espectacular Ford Escort MKI e o mesmo irá fazer Amador Vidal com o irrequieto Peugeot 106 Maxi.
Na prova extra o vencedor de 2012 – o vianense João Traila - não terá a vida fácil, já que tem em Ricardo Moura no Skoda Fabia S2000 o seu principal adversário. O açoreano que ostenta o título português de ralis e vários títulos açoreanos escolheu o Rali de Viana do Castelo para um teste em condições reais com vista ao Rali do Algarve, derradeira prova do Campeonato de Portugal de Ralis onde Moura irá tentar revalidar o título. O galego Jose Antonio Iglesias surge com um Peugeot 208 R2 da ARVidal com o único objectivo de testar o novo carro e ver onde se situa o andamento da viatura francesa. Nelson Trindade, depois de uma temporada no Campeonato de Portugal de Montanha, decide levar o Mitsubishi Lancer Evo IX até Viana para avaliar o seu andamento nas provas de estrada.
Fora do rali ao cronómetro, mas alvo de todas as atenções, estará João Barros com o seu novíssimo Ford Fiesta R5. Esta carro da nova geração dos ralis mundiais ainda não tem regulamentação para correr em Portugal, e como tal será o carro “0” de segurança que passará 5 minutos antes da caravana do rali, mas com um andamento que o piloto promete ser do agrado do público.
Com início marcado para as 21.26h desta 6ª feira, está a super-especial de abertura do rali, desenhada junto ao navio Gil Eanes e com entrada livre para o publico. No Sábado serão sete classificativas, entre elas nova passagem pela super-especial no encerramento da prova pelas 14.26h. As previsões meteorológicas permitem optimismo para a prova do Clube Automóvel de Santo Tirso, com a chuva a prometer estar ausente.
Toda  informação da prova pode ser consultada em www.cast.online.pt
Em anexo foto da super-especial tirada nesta 5ª feira. Foto de Miguel Castro.

Sem comentários:

Enviar um comentário