Este espaço é para si! Envie-nos a sua notícia: mscmail.fotorali@gmail.com

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

BAJA TT ROTA DO DOURO: PÓDIO COM O TÍTULO À ESPREITA

Os alenquerenses Alexandre e Rui Franco levaram a Nissan Navara ao segundo lugar da Categoria T2 na Baja TT Rota do Douro e agora apenas precisam de arrancar em Portalegre para conquistarem o título nacional.

Depois de duas vitórias consecutivas no Campeonato Nacional de T2, a dupla da Scuderia Goldentrans/DURA sabia que um bom resultado na Baja TT Rota do Douro poderia fechar as contas do campeonato. Só dependendo de si para chegarem ao grande objectivo da temporada, a dupla alenquerense entrou bem no prólogo da prova nortenha, sendo a mais rápida nas duas passagens pela Super Especial, de onde saiu com uma importante vantagem para a concorrência.
No sábado e com o segundo lugar a bastar para os objectivos do campeonato, Alexandre e Rui Franco optaram por evitar problemas, vindo a terminar no posto intermédio do pódio da prova nortenha, depois de mais uma prova onde a Nissan Navara preparada e assistida pela Prolama Competição voltou a estar irrepreensível.
“Conseguimos atingir o nosso objectivo para esta prova e apenas nos falta arrancar em Portalegre para sermos Campeões Nacionais de T2. Esse era o primeiro objectivo traçado pela Scuderia Goldentrans/DURA para esta época”, começou por contar Alexandre Franco.
“A prova correu-nos bastante bem. Adoptámos uma postura defensiva desde o início pois apenas tínhamos que terminar na frente do Jorge Cardoso. Depois de ele ter sido penalizado, a nossa única preocupação passou apenas pelo facto de levar a nossa Nissan Navara até final. Comandámos a prova durante grande parte, mas já perto do final do primeiro sector o Eduardo Mota atacou-nos e nós não reagimos, pois o nosso objectivo estava praticamente garantido e não podíamos arriscar aquilo que poderia ser uma alegria suplementar...ou um grande dissabor!”, contou ainda o piloto que conta com os apoios da Goldentrans, DURA Automotive Systems e Eni.
Nesta que foi ainda a estreia da Baja TT Rota do Douro no Nacional de Todo o Terreno, o piloto de Alenquer adiantou que “quanto á organização, claro que há coisas a melhorar, mas erros só não os comete quem não organiza provas. Percebo que é muito importante levar as provas para junto das zonas mais povoadas para que haja mais visibilidade, mas isso também acarreta outras dificuldades. Seria mais fácil levar as provas para locais com menos público é certo, mas nesta prova vi bastante gente, o que me fez lembrar também os meus tempos dos ralis, ainda para mais com um traçado tão espectacular”.
Dentro de um mês terá lugar a Baja de Portalegre, prova na qual a dupla da Scuderia Goldentrans/DURA apenas precisar de arrancar para assegura o título nacional de T2.

Sem comentários:

Enviar um comentário