Este espaço é para si! Envie-nos a sua notícia: mscmail.fotorali@gmail.com

terça-feira, 3 de junho de 2014

ALEXANDRE FRANCO COM PÓDIO AMARGO EM ALCOUTIM

A dupla alenquerense Alexandre Franco/Rui Franco levou a Nissan Navarra ao oitavo pódio consecutivo no Campeonato Nacional de Todo o Terreno, numa prova onde a Scuderia Goldentrans/DURA não viu recompensado o seu esforço.

Com uma super-especial de abertura desenhada num troço bastante rápido em Martim Longo, a dupla alenquerense procurou evidenciar-se desde logo na Categoria T2, onde apenas uma saída de estrada os impediu de arrancar na liderança da categoria, fechando o primeiro dia de competição no segundo posto do T2 e nono da geral.
“Este não foi de facto um fim-de-semana feliz para nós. No sábado quanto tentávamos fazer um bom prólogo, acabámos por ter uma saída de estrada e batemos com alguma violência numa pedra, que viria a danificar a suspensão dianteira da nossa Nissan Navara. Ainda assim conseguimos o segundo tempo no T2, mas com um tempo de assistência relativamente reduzido, não pudemos recuperar o nosso carro da forma que pretendíamos, pois a parte dianteira direita não pode ser alvo dos arranjos necessários”, começou por contar Alexandre Franco.
Já no domingo, seguia-se um sector selectivo com cerca de trezentos quilómetros, onde a quebra do diferencial dianteiro com cerca de cem quilómetros de prova acabou por comprometer a prova da dupla da Scuderia Goldentrans/DURA, quando esta já liderava no T2.
O piloto que conta com os apoios da Goldentrans, DURA Automotive Systems e Eni contou que “no segundo dia, acabámos por arrancar bem e chegámos a liderar a categoria T2, mas o diferencial dianteiro acabaria por ceder e tivemos que fazer os últimos duzentos quilómetros só com tracção traseira. É aqui que gostaria de deixar uma nota negativa para a organização da prova, uma vez que depois de neutralizarem a prova para alguns concorrentes com pouco mais de cem quilómetros percorridos em virtude de um acidente, controlámos em CP2 e ninguém nos informou do sucedido, prosseguindo o nosso esforço (só com tracção traseira) durante metade da prova, passando em algumas zonas sem comissários, depois destes terem abandonado os seus postos, colocando em causa a segurança da prova. Se em todas as provas tivéssemos que passar por este tipo de situações, iríamos ter que equacionar a nossa presença na competição, pois corremos riscos desnecessários durante grande parte da prova, que a bem dizer já não estava a contar para nada e que se traduziu num claro prejuízo para nós e para as restantes seis equipas que continuaram em prova. Contudo, esta foi mais uma experiência a somar ao nosso percurso e dentro de um mês regressamos em Oleiros, onde vamos procurar recuperar os pontos que nos separam da liderança do Campeonato”.
“Não queria terminar sem deixar uma palavra especial para a equipa técnica da Prolama Competição, que fez um trabalho irrepreensível após a nossa saída de estrada no sábado, realizando um excelente trabalho de recuperação do nosso carro no pouco tempo que tiveram disponível”, completou Alexandre Franco. 
Apesar de ter sido uma das seis duplas a realizar a totalidade do percurso (e segunda equipa no T2), a organização atribuiu um tempo de referência aos concorrentes que não haviam realizado mais do que cem quilómetros de prova, atirando a dupla da Scuderia Goldentrans/DURA para o oitavo posto final e terceiro na Categoria T2.

Sem comentários:

Enviar um comentário