Este espaço é para si! Envie-nos a sua notícia: mscmail.fotorali@gmail.com

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

MARCO FERREIRA COM PROVA POSITIVA NA TAÇA DE PORTUGAL

Depois de terem estado grande parte da temporada afastados da competição, Marco Ferreira e Edgar Gonçalves regressaram com o Citroen Saxo no Rali Casinos do Algarve – Taça de Portugal, com a dupla a realizar uma prova bastante positiva.

Marco Ferreira e Edgar Gonçalves estreavam algumas novidades no pequeno carro francês, tendo começado a prova algarvia com naturais cautelas.
“Entrámos algo cautelosos, primeiro porque nunca tinha andado com uma caixa com estas características e também porque sentia que não tinha ritmo para fazer face à rapidez que exigia o rali, principalmente o segundo troço, onde se atingiram médias superiores a 110 km/h. Era um troço muito rápido e ideal para perceber se a nova caixa era uma mais valia, o que acabou por não se confirmar. O período de paragem traduziu-se numa natural dificuldade em encontrar o andamento certo, e isso refletiu-se nos tempos dos primeiros dois troços”, começou por admitir Marco Ferreira.
O piloto de Santiago do Cacém contou que ao longo da prova “deu para ir percebendo o carro e também o comportamento dos pneus cujo composto usámos pela primeira vez nesta prova e que foram uma agradável surpresa. Fomos ganhando confiança e na segunda passagem pelo troço de Lagos conseguimos tirar cerca de meio minuto ao nosso primeiro tempo. Na segunda passagem pela Super Especial não conseguimos melhorar, uma vez que foi efetuada já de noite, mas conseguimos dar algum espetáculo ao público que nos aguardava no interior do Kartódromo”.
O piloto que conta com os apoios de Tudóptica, JBJF, TransmissãoSado, Hora D’Impacto, Jorge Amortecedores e Eni prosseguiu dizendo-nos que “no domingo arrancámos bem, fomos sempre com um bom ritmo e não cometemos erros de maior, o que se traduziu em bons tempos. Em algumas zonas das especiais foram evidentes as limitações desta caixa, assim como as do motor, que nas zonas a subir não tinha o rendimento que pretendíamos. Notei que nas zonas mais fluídas dos troços o nosso ritmo era competitivo, mas nas zonas lentas tínhamos grandes dificuldades”.
Marco Ferreira finalizou dizendo que “conseguimos chegar ao final do rali que era o principal objectivo e ainda fomos os mais rápidos no Slalom que se disputou no final do Rali e que contou com muito público, pelo que estamos satisfeitos por termos feito uma prova sem problemas, terminando da melhor forma a nossa presença na Taça de Portugal de Ralis. O que conseguimos fazer neste fim de semana deve-se ao apoio dos nossos patrocinadores e à disponibilidade de alguns amigos, aos quais muito agradeço, nomeadamente, ao Pedro Lança, Ricardo Veríssimo, Marcílio Martins, João Vilhena, Miguel Porfírio e Paulo Gamito”.
Marco Ferreira e Edgar Gonçalves que realizaram uma prova em crescendo acabariam o Rali Casinos do Algarve na segunda posição entre os Duas Rodas Motrizes do Campeonato de Ralis Sul.

Sem comentários:

Enviar um comentário