Este espaço é para si! Envie-nos a sua notícia: mscmail.fotorali@gmail.com

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

DANIELA RODRIGUES / LAURA NATIVIDADE NO RALI DE GONDOMAR: "“O AZAR PERSEGUE-NOS”

foto Armindo Cerqueira - FOTO GTI
Realizou-se no passado fim-de-semana a 8ª edição do Rali Sistelmar Cidade de Gondomar, sendo a 4ª participação consecutiva de Daniela Rodrigues no rali, aquela que é a prova de sua casa.

Depois de uma época onde os azares insistem em marcar presença, a participação nesta edição era vista como o fim das desistências, esperando a piloto efetuar mais quilómetros, perceber mais e melhor o Citroen Saxo, mas acima de tudo, testar evoluções que serão usadas na próxima época, “participar no rali de Gondomar é, para mim, o momento alto da época, pois corro em casa, perante os meus amigos e família. Este ano tínhamos definido um programa de provas, mas os azares foram muitos e consecutivos. Por isso mudamos de estratégia e decidimos iniciar a preparação da próxima época já neste rali, onde utilizamos uma nova afinação mecânica e uma nova componente elétrica. O objetivo seria fazer o máximo de quilómetros possível, sempre aumentando o ritmo de prova, e no final ficar satisfeita com a evolução e com a minha prestação no rali”, refere Daniela Rodrigues.
Com início do rali com uma super-especial bem no centro da cidade, o grosso do rali seria disputado no dia seguinte, onde perante as especiais duras, a resistência do carro e dos pilotos seria posto à prova, esperando Daniela Rodrigues evoluir o andamento no decorrer do rali. “O rali não nos começou da melhor forma. Na super-especial, um problema elétrico não permitia a chegada de gasolina ao motor, e com isso decidimos abandonar a mesma, sabendo que seríamos penalizadas. No entanto, para nós o rali começava no dia seguinte, onde entramos fortes, com um andamento bom, e com excelente ambiente dentro e fora do carro. Guardarei o salto da 1ª especial para sempre. Foi fenomenal. Mas na 5ª especial, numa zona encadeada, cortamos demasiado uma curva e fomos obrigadas a desistir, pois os danos eram irreparáveis. Fica deste rali, que na luta pela taça feminina, em 4 especiais que fizemos no dia de sábado, vencemos 3, o que demonstra o bom andamento. Quero desde já dar também os parabéns à dupla Mariana Carvalho e Alexandra Santos pelo bi-campeonato e pelo bom andamento durante o campeonato”, diz Daniela Rodrigues.
Para Laura Natividade, “o rali era muito duro. O campeonato para nós estava terminado há muito. Decidimos já preparar a nova época e acho que acabou por ser um bom rali, que no fundo era um teste. Estamos neste momento a delinear novos desafios, e este ano ainda poderemos voltar para testar novas afinações, mas do rali fica a evolução quilometro após quilómetro, e os muitos amigos e apoio que tivemos durante todo o rali.”
Estando neste momento a definir a próxima época, Daniela Rodrigues adianta “este ano ainda poderemos fazer mais um rali. Se o fizermos será para evoluir o carro e o nosso andamento. Deste ano fica o importante passo, da melhoria do nosso andamento. Na disputa do nosso campeonato, fizemos 4 ralis, vencemos 1, desistindo nos restantes. Mas saliento que vencemos cerca de 80% das especiais desses ralis, como aconteceu em Alfena, Guimarães e Gondomar, e em Alfena estávamos na liderança. Apesar de tudo, não me posso queixar, num ano que seria de evolução na condução e no conhecimento do carro. Para o ano usaremos o mesmo carro, mas talvez com algumas coisas diferentes.”
A realização deste rali apenas foi possível devido aos patrocinadores, a quem Daniela agradece. “Agradeço essencialmente ao meu pai por toda a dedicação, e empenho de todos os elementos da Jorge Amortecedores. Não esquecendo também a família e amigos, e os não menos importantes apoios de Heads Motorsport, Academia APPAM, Doce D’Antas Pastelaria, Sidon PT, MaquiPesa, Mega Peças, Foto GTI, Raifama Automóveis, Garagem HM, Rui Seguros, Eventus e Talentus e Ideias Auto.” 

Sem comentários:

Enviar um comentário