Este espaço é para si! Envie-nos a sua notícia: mscmail.fotorali@gmail.com

segunda-feira, 4 de maio de 2015

ALEXANDRE FRANCO COM PROVA DIFÍCIL EM REGUENGOS

Alexandre e Rui Franco tiveram uma prova bastante difícil em Reguengos, com o BMW Série 1 Proto da Scuderia Goldentrans/DURA a apresentar alguns problemas, comprometendo o resultado final da dupla de Alenquer.

Motivados pelo bom resultado na prova inaugural do Campeonato Nacional de Todo o Terreno, a dupla da Scuderia Goldentrans/DURA pretendia obter novo bom resultado, mas cedo começaram as dificuldades.
Nas duas Super Especiais de abertura, Alexandre e Rui Franco acabariam por ser o nonos mais rápidos, num começo que não foi o pretendido pois “o nosso carro ficou acelerado a fundo logo no início do prólogo, o que nos deixou logo sem qualquer confiança, uma vez que a qualquer momento poderia sair de frente e fazer-nos perder imenso tempo”
No sábado a prova era composta por dupla passagem por um sector selectivo de cerca de 150 kms, com Alexandre e Rui Franco a entrarem com um excelente ritmo. 
Conforme contou Alexandre Franco, “cerca do Km 20 da corrida recebemos a indicação de que estávamos com o quarto melhor tempo no sector, algo que nos deixou bastante motivados, mas pouco depois uma falha ao nível da electrónica deixou o nosso carro a trabalhar a apenas cinco cilindros até bem perto do final do sector”, contou o piloto que a meio da prova ocupava o sétimo posto.
O piloto que conta com os apoios da Goldentrans, DURA Automotive Systems, ENI e PR Car contou que “no segundo sector partíamos com a responsabilidade de recuperar o tempo perdido de manhã, mas um furo começou por nos atrasar logo no começo. 
Depois a embraiagem acabaria por ceder e não podíamos ultrapassar as mil rotações, pelo que nos fomos literalmente arrastando até ao final…não sem antes ficarmos presos numa lagoa, situação que nos poderia ter levado ao abandono. O nono posto final não era de todo o que queríamos, mas é o resultado possível. Fica-nos a motivação de nos poucos kms que fizemos com o carro sem problemas, termos mostrado um excelente andamento”.
Este no entanto foi um fim-de-semana onde a parte desportiva pouco contou, “uma vez que todos fomos confrontados com a triste notícia do falecimento do Bruno Ferreira que nos deixou a todos bastante transtornados. Tratava-se de um jovem de dezoito anos que acabava de falecer a fazer aquilo que mais gostava, pelo que esta terrível situação esteve bem presente em todos nós ao longo da prova. Em nome da nossa equipa. queria enviar as mais sentidas condolências à família e amigos do Bruno”.

Sem comentários:

Enviar um comentário