Este espaço é para si! Envie-nos a sua notícia: mscmail.fotorali@gmail.com

sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

CARLOS FERNANDES EM EXCELENTE PLANO NO ARRANQUE DO DESAFIO KUMHO

Carlos Fernandes e o navegador Valter Cardoso iniciaram a época com um positivo 2º lugar no Rali Serras de Fafe, prova inaugural do Desafio Kumho Portugal. Piloto de Sintra regressou à competição e mostrou que tem condições para lutar pela vitória.

Carlos Fernandes já não competia desde o último Rali dos Açores, em abril do ano passado, quando se estreou ao volante de um Skoda Fabia S2000. Desde então, a falta de apoios levou a um interregno numa carreira que já inclui títulos no Desafio Modelstand (2011), Campeonato Regional Centro (2014), Taça de Portugal de Ralis (2014), Campeonato FPAK Centro (2015), Campeonato FPAK de Ralis (2016), Taça FPAK de Asfalto (2016) e Taça FPAK de Terra (2016).
Acompanhado pelo navegador Valter Cardoso, Carlos Fernandes regressou à competição no emblemático Rali Serras de Fafe, uma prova que já não disputava desde 2013 mas onde esteve envolvido na luta pela vitória, iniciando o Desafio Kumho Portugal em excelente plano.
Apesar das dificuldades que enfrentou em Fafe, o 2º lugar final deixou-o confiante na possibilidade de lutar pelo título do troféu, caso garanta apoios para disputar as restantes provas da competição.
“O 2º lugar acaba por ser quase uma vitória num rali muito difícil, depois de ter estado quase um ano parado e numa prova que não conhecemos tão bem como os nossos adversários diretos”, analisou Carlos Fernandes. “Na primeira especial apanhámos outro concorrente no troço (ndr, Gaspar Pinto) e andámos atrás dele quase 4 quilómetros. Perdemos logo muito tempo mas o pior foi no troço seguinte, na Lameirinha, quando partimos uma transmissão, provavelmente na aterragem do salto. Mudámos a transmissão na assistência e ganhámos a segunda passagem pela Super Especial. No domingo, aumentámos o ritmo e ganhámos dois dos três troços numa altura em que o carro já tinha começado a aquecer. Fizemos inclusive a última especial sem o ALS ligado. Apesar de todas estas condicionantes, ficámos a 12 segundos do primeiro lugar e isso mostra que temos andamento para chegar às vitórias no troféu. Tudo vai depender dos apoios que conseguirmos para as próximas provas porque não temos meios próprios para fazer a época toda”, afirmou o piloto de Sintra.

Sem comentários:

Enviar um comentário