Este espaço é para si! Envie-nos a sua notícia: mscmail.fotorali@gmail.com

domingo, 2 de agosto de 2015

JARI-MATTI LATVALA VOA PARA A TERCEIRA VITÓRIA NO RALI DA FINLÂNDIA

Jari-Matti Latvala venceu hoje o Rali da Finlândia, oitava prova do Campeonato do Mundo de Ralis. Ao volante de um Volkswagen Polo WRC, Latvala bateu o seu colega de equipa e Campeão do Mundo Sebastien Ogier por 13,7 segundos, num duelo que durou praticamente todo o rali.

Ogier começou por ser o líder na fase inicial da prova mas Latvala viria a dar uma eficaz resposta ao piloto francês, dominando os acontecimentos a partir da segunda etapa. Apesar das diferenças de tempos nunca terem sido significativas, Latvala soube sempre defender-se de forma eficaz dos ataques de Ogier efectuando um rali de excelente nível onde conseguiu mesmo bater o record da velocidade média mais elevada alguma vez registada no WRC.

Com Ogier e Latvala a monopolizarem a luta pela vitória, nos lugares seguintes o primeiro destaque vai para Kris Meeke. O piloto britânico da Citroen foi sempre um folgado terceiro classificado e, se nunca mostrou argumentos para se chegar aos homens da Volkswagen, Meeke esteve irrepreensível na defesa do degrau mais baixo do pódio... até ter cometido mais um deslize "fatal". Não evitando uma das muitas armadilhas dos rapidíssimos troços escandinavos, Meeke acabaria por desistir no final da segunda etapa deitando por terra o bom desempenho que vinha a demonstrar.
Com o desaire de Meeke, Mads Ostberg assumiu o protagonismo na marca do "double chevron" ao cotar-se como o melhor Citroen em prova. O piloto norueguês esteve seguro e sem cometer falhas soube aproveitar da melhor forma o azar do seu companheiro de equipa para somar mais um pódio na sua carreira.


Num rali particularmente difícil e onde a experiência faz toda a diferença, os desaires foram uma constante e neste particular, a Hyundai será talvez a equipa que mais dores de cabeça terá sofrido. Thierry Neuville despistou-se com violência ainda no decorrer do Shakedown obrigando os mecânicos da equipa a algumas horas extra. Dani Sordo nunca se mostrou particularmente competitivo e um erro no decorrer da segunda etapa causou a perda de imenso tempo ao piloto espanhol, bem como um novo design no seu i20 WRC.
Quem vinha a efectuar um bom rali era a mais jovem estrela da equipa coreana. Hayden Paddon rodava num seguro quinto posto sendo o melhor representante da equipa mas o jovem piloto kiwi também não conseguiu escapar a uma espetacular saída de estrada que, embora felizmente não provocasse mazelas no piloto e navegador, deixou o Hyundai i20 totalmente destruido.
Desta forma, Neuville acabaria por ser o melhor representante da equipa ao terminar um sofrido rali na 4ª posição final.

´
Do lado da M-Sport este Rali da Finlandia também não se revelou nada fácil. Elfyn Evans com problemas mecânicos na fase inicial e Ott Tanak a sofrer danos no seu Fiesta após um toque numa pedra ditaram um rali "morno" para a formação de Malcom Wilson. 
Elfyn Evans ainda viria a sofrer uma saída de estrada, mas Ott Tanak conseguia recuperar muito do tempo perdido terminando o rali a fechar o Top 5.


Na WRC 2 o domínio foi total por parte da Skoda. Esapekka Lappi dominou os acontecimentos e alcançou a vitória tendo sido sempre secundado pelo seu colega de equipa Pontus Tidemand, num excelente resultado conjunto para o Fabia R5.
Quentin Gilbert foi o vencedor da WRC 3 mas a grande figura de destaque vai para o jovem finlandês Henri Haapamaki que, depois do muito tempo perdido no primeiro dia de rali, partiu em busca do prejuizo imprimindo um andamento vertiginoso que lhe valeu 9 vitórias em troços tendo terminado a somente meio segundo do vencedor.
Clique na imagem para aceder às classificações completas

Sem comentários:

Enviar um comentário