Este espaço é para si! Envie-nos a sua notícia: mscmail.fotorali@gmail.com

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

JOÃO BARROS: "JÁ SÓ PENSO NO RALI DE GUIMARÃES"

Apontado como um dos candidatos à vitória no Campeonato Nacional de Ralis, João Barros foi traído pela quebra de uma transmissão logo no arranque da primeira prova da temporada. Nada fazia prever a anomalia no Ford Fiesta R5 mas o piloto da Fibromade Racing Team já superou a desilusão e quer recuperar em Guimarães.

Durou poucos quilómetros a estreia da dupla João Barros / Jorge Henriques na principal competição de ralis em Portugal. O Ford Fiesta R5 teve uma inesperada quebra na transmissão dianteira, logo no arranque para a primeira classificativa da prova (Montim), levando a dupla da Fibromade Racing Team a cumprir a especial e parte da seguinte (Lameirinha) em claras dificuldades, tentando em vão fazer o carro chegar até à assistência. Um desfecho ingrato para uma equipa que preparou com todo o cuidado o arranque do Campeonato Nacional de Ralis. “Tal como no ano passado no CPR2, voltei a ter muito azar neste troço de Montim”, comentou João Barros. “Logo no arranque senti que tínhamos partido uma transmissão. Fizemos tudo o que era possível para tentar chegar à assistência mas não possível. Sentimos uma desilusão enorme. Gosto tanto do Rali Serras de Fafe e parece que não tenho sorte nenhuma nesta prova”.

Sem conseguir comprovar o seu potencial ao volante do Ford Fiesta R5, João Barros teve pelo menos a certeza de que os carros da sua equipa foram dos mais fotografados e seguidos pelo público no parque de assistência em Fafe. “Estamos a trabalhar bem. Sinto que o público e até a comunicação social estão a aderir e isso acaba por ser motivante. Uma equipa de ralis com ambições tem de ter uma imagem profissional e potenciar o contacto com o público. Pelo menos isso, penso que já foi conseguido”, afirmou o campeão em título do CPR2.
João Barros diz-se agora pronto para atacar no Rali Cidade de Guimarães, segunda prova do CNR e a primeira da época em asfalto. “Já só penso em Guimarães. O que nos aconteceu em Fafe foi um azar, algo que não podíamos controlar. Agora só nos resta fazer uma revisão aos carros e testar tudo antes do rali, uma prova onde no ano passado chegámos a ganhar um troço à geral com o Clio face aos S2000. Sinto que a equipa merece uma boa resposta da minha parte”, assumiu o piloto apoiado pela Fibromade, Cácio e Pirelli.
Sob organização do Targa Clube, o Rali de Guimarães está agendado para os dias 8 e 9 de Março. Recorde-se que das oito provas que compõem o calendário do CNR, só os seis melhores resultados contam para a classificação final de cada piloto.

Sem comentários:

Enviar um comentário