Este espaço é para si! Envie-nos a sua notícia: mscmail.fotorali@gmail.com

sábado, 9 de novembro de 2013

RESCALDO DO RALI CASINOS DO ALGARVE

foto Ricardo Moura - Facebook
RICARDO MOURA É CAMPEÃO!
O piloto açoreano Ricardo Moura, acompanhado por António Costa, sagrou-se Tri Campeão de Portugal de Ralis, depois de levar o seu Skoda Fabia S2000 à vitória na última prova do campeonato, o Rali Casinos do Algarve.
fotografia Foto Panão
Antes do rali, apresentavam-se à partida 3 candidatos ao título, embora Pedro Meireles estivesse dependente do resultado de terceiros para alimentar esperanças, pelo que os favoritos seriam Ricardo Moura e Bernardo Sousa.
fotografia Foto Panão
Moura entrou melhor ao vencer a primeira pec, mas Bernardo Sousa, que nesta prova voltou aos comandos do Ford Fiesta S2000, estava muito perto a somente 1 segundo. E se o atraso do madeirense era diminuto nesta classificativa, o piloto tratou de mostrar serviço no troço seguinte com um tempo canhão que o colocou na liderança do rali, deixando Ricardo Moura no segundo lugar a cerca de 6 segundos.
Porém, para Bernardo Sousa este seria um rali azarado. O piloto navegado por Hugo Magalhães sofria um furo na 3ª classificativa do dia caíndo para um inglório 12º lugar da geral. 
Ricardo Moura via assim a sua tarefa facilitada instalando-se no comando com Pedro Meireles a pouco mais de 20 segundos de distância. Para o piloto dos Açores, bastava agora concluir o rali sem qualquer percalço para conquistar o título, algo que se tornou ainda mais simples quando Bernardo Sousa era forçado a abandonar o rali com o motor do seu Fiesta partido. 
fotografia Foto Panão
A partir deste momento, a luta pelo título ficou sem história e nem a vitória de Pedro Meireles na 6ª classificativa conseguiu travar Moura de aumentar a sua liderança e obter o tri campeonato, tendo ainda vencido a Power Stage.
Desta forma, Moura venceu o Rali Casinos do Algarve com mais de 1 minuto de vantagem sobre a dupla Pedro Meireles / Mário Castro. Na 3ª posição final terminou o veterano Adruzilo Lopes, acompanhado por Vasco Ferreira num Subaru Impreza R4.
fotografia Foto Panão
Carlos Martins, em estreia ao volante de um Peugeot 207 S2000 terminou no 4º lugar, na frente de Diogo Gago que levou o Peugeot 208 R2 da Inside Motor à vitória no Campeonato de 2 Litros / 2 Rodas Motrizes. Paulo Neto, em Citroen DS3 R3T e Joaquim Bernardes, num Renault Clio R3 completaram o pódio nesta competição.
O Rali Casinos do Algarve serviu ainda para a consagração de Miguel J. Barbosa como Campeão de Portugal de Ralis - Grupo N. Ao piloto de Famalicão bastava estar à partida desta prova para garantír o título e apesar de uma avaria mecânica ter obrigado à desistência, Barbosa sai do Algarve com motivos para festejar.

OPEN DE RALIS: VITÓRIA DE PEDRO LEONE, GIL ANTUNES FESTEJA TÍTULO
fotografia Foto Panão
A acompanhar a caravana do CPR e CPR 2L/2RM estiveram os 28 concorrentes ao Open de Ralis. Com o título nas 4 rodas motrizes já atribuído, o principal foco de interesse residia na luta entre Gil Antunes e João Ruivo, pelo campeonato das 2 rodas motrizes.
fotografia Foto Panão
Com um bom lote de favoritos à vitória, o rali cedo ficava sem alguns dos principais candidatos. Luis Mota, devido a avaria mecânica, ficava fora de combate logo no 2º troço, numa altura em que Ricardo Teodósio dominava os acontecimentos, liderando quer o Open de Ralis, quer o Regional Sul. Porém, o piloto algarvio, que fazia aqui a estreia do Mitsubishi Lancer Evo 6 que irá dar corpo ao Troféu Evo Cup em 2014, via a caixa de velocidades ceder na 5ª classificativa, deixando Pedro Leone e Márcio Marreiros numa interessante luta pela vitória. No final seria o piloto do bonito Ford Escort a festejar, tendo Márcio Marreiros colocado o seu Mitsubishi Lancer Evo no segundo posto, resultado que lhe deu a vitória no Regional Sul. Luis Nunes, também num Mitsubishi Lancer Evo 6, fechou o pódio.
fotografia Foto Panão
Entre os concorrentes das 2 rodas motrizes, Gil Antunes, ao volante do habitual Peugeot 206 GTi até nem começou da melhor forma com um modesto 4º tempo na pec 1 atrás do seu mais directo rival, João Ruivo enquanto Pedro Lança levava o seu Citroen Saxo à liderança, posição que manteve até à pec 3, quando teve de abandonar por avaria, deixando na liderança outro Citroen Saxo, o de Paulo Santos. O piloto ainda aguentou a liderança até ao 6º troço, mas acabaria por descer na classificação depois de não resistir ao forte ataque lançado por João Ruivo e principalmente por Gil Antunes que chegava assim à liderança do rali.
João Ruivo acabaria por não ser feliz nas ultimas classificativas ao perder algumas posições, deixando Gil Antunes com caminho aberto para a vitória no Rali e no Campeonato. Paulo Santos ainda recuperou até ao segundo lugar e João Soares fechou o pódio dos tracção dianteira.

Sem comentários:

Enviar um comentário