Este espaço é para si! Envie-nos a sua notícia: mscmail.fotorali@gmail.com

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Sílvia Gonçalves: o outro lado da aventura

Sílvia Gonçalves, uma das mentoras do rallygirlspt.blogspot.pt, e fervorosa adepta dos automóveis, teve recentemente a oportunidade de realizar um sonho. Por ocasião do 4º CAM Rali Festival, foi proporcionada a Sílvia Gonçalves a possibilidade de fazer o primeiro rali da sua vida. Quisemos saber como foi a experiência:

MSCFOTORALI - Sílvia, quando e como nasce a tua paixão pelos automóveis e pelos ralis em particular?
Silvia Gonçalves -Este tipo de paixão já nasce connosco. Desde muito pequena que tudo o que tinha som de motor chamava-me atenção! Entretanto fui crescendo e o meu pai levava-me ao Rali TAP Portugal no Confurco, levava-me ao motocross em Vila Pouca de Aguiar e mais tarde, já crescida levou-me ao Europeu de Rallycross em Lousada. Todas estas provas levaram a que a minha paixão ficasse cada vez mais sólida. Entretanto, em 2011, através destas modernices da Internet, conheci o Orlando Brito, mas conhecido por "Homem do Megafone", que por sua vez me foi apresentando a alguns amigos e desde aí ver ralis tem outro sabor, não só pela partilha da paixão por este desporto, mas pelo convívio e amizade sincera que temos todos.

MSCFOTORALI - Podemos supor que ao longo destes anos que tens acompanhado "in loco" as competições automóveis, a vontade de participar foi sempre uma crescente constante?
Silvia Gonçalves - Nem sempre. Tinha vontade de experimentar, mas também tinha a sensação de falta de "kit de unhas" e aquele receio de fazer má figura.


MSCFOTORALI - E como surge então a oportunidade para te estreares ao volante de um carro de ralis?
Silvia Gonçalves - Surgiu uma semana antes do 4º CAM Rali Festival. Saí à noite para um bar onde encontrei o Hélder Miranda, dono do carro. Com "barulho das Luzes" passou-me pela cabeça a ideia de pedir-lhe o carro emprestado, e em tom de brincadeira perguntei-lhe mesmo. A resposta foi positiva para meu espanto. Ainda incrédula voltei a perguntar-lhe antes de regressar a casa, como a resposta continuou a ser positiva fui para casa já a pensar em tudo o que precisava para que se realizasse esse sonho.

MSCFOTORALI- Certamente que não foi uma tarefa fácil conseguires realizar este sonho. Quais as dificuldades que encontraste?
Silvia Gonçalves - A dificuldade maior foi não conseguir dormir de noite de tanto pensar. As restantes dificuldades eram acima de tudo monetárias, uma vez que estou desempregada e todo o dinheiro que gasto em sonhos, pode fazer-me falta para bens essenciais. Esta dificuldade foi também superada e mais rápido do que eu pensei. Depressa tive ofertas de ajuda, muitas vindas de pessoas que mal conhecia o que me deixou muito feliz.

MSCFOTORALI - Conseguida a primeira parte do desafio, chegou o grande dia para concretizares essa estreia. Como foi entrares no carro no primeiro momento? Como correram os primeiros quilómetros?
Silvia Gonçalves - Quando entrei no carro o meu maior medo era deixar o carro ir a baixo mal arrancasse... mas correu bem essa parte! O medo seguinte era o piso estar tão molhado. Os pneus que tinha não eram os mais adequados, mas com a ajuda do meu navegador, o Nicolas, consegui manter a calma e apesar de ter saído de pista uma vez e ter ficado atravessada no percurso virada em sentido contrário uma outra vez, a calma manteve-se e a cada km a confiança aumentava tornando a parte do nervosismo minoritária e a parte do divertimento enorme.


MSCFOTORALI - Que balanço podes fazer desta participação?
Silvia Gonçalves - Foi uma experiência que correu muito bem, apesar de não ser muito rápida, a diversão esteve ao rubro e esse era o meu objectivo principal. Esta participação fez-me perceber que as coisas vistas por fora não tem mesmo nada a ver com o estar lá dentro. Aprendi muito mas tenho ainda muito mais a aprender.


MSCFOTORALI - E o futuro? Poderemos ver novamente a Silvia Gonçalves a competir, ou vais dedicar-te ao que sempre tens feito que é a divulgação da modalidade?
Sílvia Gonçalves - O futuro na minha vida foi sempre algo incerto. Vivo um dia de cada vez. Se entretanto as minhas condições de vida pessoais melhorarem, o meu projecto seria fazer o campeonato CIN, é um campeonato onde vejo os participantes como uma família para além da competição. Enquanto os sonhos não passarem de sonhos irei dedicar-me à divulgação deste desporto e também á captação de imagens para mais tarde recordar... 

MSCFOTORALI - Para finalizar, queres deixar algum agradecimento, alguma palavra em especial?
Silvia Gonçalves - Tenho a agradecer muito ao Hélder Miranda por ter emprestado o carro, pela confiança que depositou em mim. Sem carro nunca teria sido possível Ao Miguel Teixeira que se disponibilizou a transportar o carro e a apoiar no que fosse preciso. A todos os amigos que me ajudaram a nível monetário, pois foi uma ajuda essencial para tornar tudo muito mais leve e fácil para mim. Ao Tiago Silva que me ajudou na decoração do carro á ultima da hora. Ao Nicolas Cernadas, que me navegou e transmitiu uma calma enorme, foi graças a ele que não andei constantemente a "cortar relva". E por fim a todos os que me apoiaram e me deram palavras de ânimo e confiança mesmo não estando presentes. A todos um grande obrigada.
Fica assim descrito na primeira pessoa o realizar de um sonho que comprova ser possível mesmo quando não há meios, mesmo quando não se tem grandes recursos. As fotos do 4º CAM Rali Festival podem ser vistas aqui.

Sem comentários:

Enviar um comentário