Este espaço é para si! Envie-nos a sua notícia: mscmail.fotorali@gmail.com

sexta-feira, 8 de setembro de 2017

MOISÉS TEIXEIRA FAZ ANTEVISÃO DO RALI DE VIANA DO CASTELO

O piloto Moisés Teixeira tem presença confirmada no Rali de Viana do Castelo 2017 com o nº 59 no Peugeot 206 GTI patrocinado pela ROFF e Piscinas Prestígio. A preparação e assistência em prova está entregue como habitualmente à equipa Matos Competições. Serafim Carvalho ocupará como habitualmente o lugar do co-piloto.
Em termos competitivos, o piloto vai à procura do máximo de pontos para tentar manter o 2º lugar do grupo P1-2 no Campeonato Regional de Ralis Norte, e embora reconheça que a tarefa se antevê complicada (face à concorrência de carros notoriamente superiores mas que correm no mesmo grupo), a máxima a seguir é que as contas se fazem no final no rali e acredita que é possível um bom resultado

Antevisão do rali na 1ª pessoa, pelo piloto Moisés Teixeira:

PEC Super Especial - Viana do Castelo - 1,81 km
(Sexta 8: 21:30; Sábado 9 16:20) 
“Já é tradição: esta especial disputada junto ao navio Gil Eanes é um dos momentos altos deste rali. É uma PEC bastante estreita, muito técnica, mas com algumas zonas que permitem abusar mais e soltar a traseira, e ao mesmo tempo que se ganha melhor trajetória, proporciona-se um bom espetáculo para quem está assistir. Na minha última participação neste rali, deparei-me com alguns problemas na especial nocturna de abertura, fruto de alguma falta de ritmo e com travões frios e pneus traseiros a aderir demais para o tipo de condução que pretendia. Já no fecho do rali na mesma PEC consegui realizar uma condução muito mais próxima daquilo que pretendo atingir neste tipo de especiais: rapidez e espetáculo. Este ano espero estar á altura do desafio e conseguir retribuir da melhor forma ao muito público que marca sempre presença junto da foz do Lima.”


PEC S. SALVADOR DA TORRE / AMONDE – 9,30 km
(Sábado 9 10:18 - 11:29 – 15:01)
“Esta é uma PEC muito rápida, com um conjunto de curvas encadeadas bastante fechadas no inicio, mas que fruto da largura da estrada e do bom piso permitem que se abuse mais na velocidade. Depois dos primeiros kms podemos respirar por momentos ao encontrar uma reta depois da ponte, mas logo de seguida entramos novamente numa zona onde é preciso manter sempre trajetórias certeiras para que não exista muita transferência de peso ao entrar em transições rápidas de direção em curvas que não espaço para qualquer falha. 
O gancho perto do final da PEC é sem dúvida um dos pontos pelo quais anseio sempre passar, e quem me conhece já sabe que nestes locais nem vale a pena falarem-me em eficiência e trajetórias perfeitas: ali não é para os segundos, é para o público! E no final das contas, não se perde tempo, ganham-se momentos para recordar!”



PEC – MONTARIA / GONDAR – 6,50 km
(Sábado 9 10:41 - 11:52 – 15:24)
“A contagem para o arranque é feita numa direita 3 a descer e logo/logo temos uma esquerda 2 não corta, e são uns kms a descer em paralelo com muitos ressaltos. Esta zona termina numa ponte estreita ao fundo e começa aí uma subida em novo piso, asfalto mas com muita gravilha solta nesta zona fruto da passagem de outros carros a aproveitar tudo. Entramos depois num planalto bastante rápido que termina com a entrada numa zona muito estreita no meio da aldeia, com uma lomba onde é preciso muito cuidado para não perder o retrovisor direito na parede de uma casa. Saindo da aldeia vem uma zona subir feita a fundo, com retas onde dá para usar todas as relações da caixa. Voltamos depois a passar numa zona estreita pelo meio da povoação e onde mais uma vez cabe pouco mais do que o carro em curvas que podem ser feitas num ritmo elevado. Os últimos kms são bastante rápidos e existe uma mudança de piso e traçado já perto do fim da PEC, numa rotunda feita por dentro a cortar (diria que se fosse feita em sentido normal seria menos perigosa e mais interessante para o muito público ali presente). A tomada de tempos é feita depois de uma reta em cima de uma esquerda feita a travar forte.”


PEC – OUTEIRO – 7,20 km
(Sábado 9 12:15 - 14:18 – 15:47)
“Uma novidade para este ano, uma PEC nova que tem 3 zonas bastantes distintas: começamos a fundo, com uma sequência de curvas longas e rápidas feitas em piso muito bom e com estrada larga a permitir encarar as curvas em modo autódromo. Após aproximadamente 3 km, existe uma passagem de 6ª a fundo e estrada muito larga, para uma zona muito estreita, numa estrada de “aldeia” onde só cabe o carro e mais nada. Curiosamente, suspeito que será das zonas que mais prazer de condução me vai dar e onde recomendo vivamente que vão assistir ao rali – sempre dentro de zonas de segurança. Quando termina a passagem por esta zona, entramos novamente em estrada larga mas agora com um traçado mais fechado, permitindo manter relações de caixa mais altas e utilizar toda a largura da estrada. A tomada de tempos é depois de vários kms a descer, numa zona que vai exigir muito dos travões devido a fortes mudanças de andamento entre zonas rápidas e lentas.”


FINAL DO RALI
(Sábado 9 16:55)
“O objetivo é chegar aqui, colocar o carro em parque fechado, e com alguma dose de sorte e muita dedicação quem sabe subir ao pódio, olhar para trás e ver uma época concluída com objetivos cumpridos! Mas para isso, é preciso agora ir desfrutar de um grande rali! Venham a Viana este fim de semana! Até já!”

Sem comentários:

Enviar um comentário