Este espaço é para si! Envie-nos a sua notícia: mscmail.fotorali@gmail.com

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Jorge Ribeiro no Rali de Gondomar: Luta tremenda


 Os pilotos do Troféu Fastbravo deram em Gondomar um espetáculo de alto nível, lutas ao segundo, trocas de posição e muita incerteza nos resultados finais. Jorge Ribeiro, o líder do campeonato, foi um dos protagonistas da prova, com um andamento de elevada qualidade o piloto de Penafiel terminou a prova no 2º posto a escassos 2.2 segundos do vencedor.
Sabendo de antemão que a concorrência se apresentava bastante forte, uma vez que à partida se apresentaram as principais figuras do troféu em 2012 reforçadas pela presença de Rui Garcia, um piloto já com provas dadas do Troféu Fastbravo, que inclusive já havia vencido um prova este ano, Jorge Ribeiro entrou em prova com um ritmo muito elevado e sempre muito concentrado.
Como é sua característica Jorge Ribeiro andou forte desde cedo, mantendo-se sempre numa posição que lhe permitia discutir a vitória na prova e dando um grande espetáculo a todos os presentes. Com dois pequenos erros ao longo do dia o piloto de Penafiel chegou á ultima especial separado por 12 segundos da liderança. Já com o segundo posto praticamente garantido Jorge Ribeiro apostou tudo na vitória e fez uma especial memorável, apesar deste esforço e dos 10 segundos recuperados não conseguiu alcançar a vitória ficando a escassos 2.2 segundos do lugar mais alto do pódio. Como refere o piloto, "fizemos um rali sempre ao ataque, mas o Rui Garcia estava muito forte, com um andamento muito vivo". Esta última especial não sairá da memória da equipa por algum tempo tal o andamento imprimido e frustração inerente ao pouco que faltou recuperar, "entramos no último troço separados por 12 segundos, e embora tenhamos ganho 10 segundos ao Rui não foi o suficiente para ganhar o rali e acabamos separados por 2.2 segundos apenas". Saber vencer é um virtude mas reconhecer que em dado momento o adversário foi mais forte e uma característica dos grandes vencedores e Jorge Ribeiro não poupa elogios ao seu adversário direto, "quero dar os parabéns ao Rui pelo andamento evidenciado, porque eu sei que me apliquei a fundo, e mesmo assim não foi suficiente".
Apesar deste resultado não permitir que Jorge Ribeiro se sagre já vencedor do Troféu Fastbravo 2012, os objetivos do piloto mantem-se intactos e a moral em alta para a próxima prova. Jorge Ribeiro está porem consciente das dificuldades que o esperam, mas acima de tudo acredita nas suas capacidades e sabe que se repetir um rali ao nível do que fez em Gondomar, muito dificilmente a vitória no troféu lhe escapará.
Com um resultado para deitar fora Jorge Ribeiro vai encarar a próxima prova com todo o entusiasmo e com uma motivação fortalecida pela consciência do grande andamento que demonstrou em Gondomar, como frisa o piloto, "vamos para Baião com a nossa vantagem no campeonato ampliada para 6 pontos, o nosso objetivo encontra-se a uma prova de alto nível de distância".
Sem nunca menosprezar a concorrência Jorge Ribeiro salienta a boa época que os estreantes Hélio Abreu, Gonçalo Dias e sobretudo Herculano Antas tem efetuado, “sem dúvida que os meus adversários tem estado ao mais alto nível, sobretudo o Herculano, o que torna ainda mais divertido todo este campeonato, e seja qual for o resultado final há que desde já lhes dar os parabéns pois tem contribuído imenso para espetacularidade e sucesso do troféu este ano”. Jorge Ribeiro deixa ainda a um palavra de incentivo a Cristiano Queiroga, “não quero esquecer o Cristiano que caso não fosse o azar que o tem acompanhado estaria certamente na luta pelo troféu também”.
O Rali de Baião encerra a temporada 2012 do Troféu Fastbravo e vai para estrada nos dias 24 e 25 de Novembro.

Sem comentários:

Enviar um comentário