Este espaço é para si! Envie-nos a sua notícia: mscmail.fotorali@gmail.com

terça-feira, 12 de abril de 2016

EUROPEU JUNIOR: MARCO CID PONTUA NA ESTREIA

O difícil Circuito da Irlanda marcou a estreia absoluta de Marco Cid no Campeonato da Europa FIA de Ralis Junior. O jovem piloto português terminou no sétimo lugar e acumulou os primeiros pontos para a sua época.
"Uma experiência fantástica." Foi assim que Marco Cid descreveu a sua primeira participação no tradicional Circuito da Irlanda, uma prova de asfalto caracterizada pelos inúmeros saltos em troços estreitos e muito técnicos. Acompanhado pelo consagrado Nuno Rodrigues da Silva, o campeão em título do CNR2 até nem começou a prova da melhor forma, sofrendo um despiste no Monday Test.
Ainda assim, Marco Cid concentrou-se em acumular experiência com o Peugeot 208 R2 nos 14 troços “a sério” da prova irlandesa. No final, o rookie português terminou no 7º lugar e acumulou 10 pontos perante uma forte e experiente concorrência no Europeu Junior.
“Esta prova na Irlanda tem uma atmosfera fantástica. Há uma amizade e companheirismo entre os concorrentes, independentemente das nacionalidades, todos se ajudam apesar de serem ou não rivais dentro do troço. Eu era um estreante mas fui logo inserido no meio”, revelou Marco Cid. “A nível de organização a prova é muito boa, não há coisas perfeitas mas eles estão perto. Fiquei surpreendido, por exemplo, por haverem buffets preparados nas partidas e chegadas em alguns controles horários. É um mimo que faz toda a diferença.”

Em termos desportivos, Marco Cid admite que o 7º lugar “correspondeu às nossas expectativas porque este será um ano para conhecer os ralis e ganhar este ritmo elevadíssimo. Obviamente que não quero andar a “passear” mas também não vou andar sempre a correr riscos porque tenho de pensar no nosso orçamento. Isso tem a sua influência. Mas o balanço é sempre positivo pois tudo o que tenho vindo a aprender é espectacular. Na prova em si tive muitas dificuldades em entender os troços e os topos/saltos sujos ou lamacentos, as poças de água na estrada, etc. Fui melhorando ao longo da prova, claro, mas depois do acidente no Monday Test a confiança no início não era a mesma. Neste rali é importante ter um bom setup para sentir confiança. Tive também situações engraçadas como num troço em que o carro à minha frente fez um pião pois a estrada estava bloqueada. "Supostamente" o troço era por ali e ficámos os dois a olhar um para o outro, a tentar perceber para onde íamos. Foi um momento engraçado”, referiu o leiriense.
A segunda prova do ERC Junior será o “nosso” SATA Rali dos Açores (2 a 4 de junho), onde Marco Cid e Nuno Rodrigues da Silva já terão outra confiança para atacar.

Sem comentários:

Enviar um comentário