Este espaço é para si! Envie-nos a sua notícia: mscmail.fotorali@gmail.com

segunda-feira, 4 de abril de 2016

DIFÍCI RALI DE GONDOMAR PARA A COMPETISPORT

O arranque do Campeonato FPAK de Ralis não foi de todo fácil para a Competisport, com alguns azares a comprometer a prova à equipa do Cartaxo, mas que contudo o desfecho final acabou por ser muito positivo.

O Rali de Gondomar, que no presente ano completou a sua 11a edição já se previa uma prova dura e exigente para pilotos e máquinas, com os troços algo escorregadios mas que ainda assim permitiu a um bom espetáculo a quem assistiu ao rali.
Luís Mota não começou bem a prova com um problema no seu EVO VII na dupla passagem pela super especial noturna que decorreu na sexta feira, que os colocou no fundo na tabela. Na ligação para a primeira classificativa o Mitsubishi voltou a pregar uma partida, obrigando a dupla a penalizar não conseguindo ter o EVO a 100% nas três especiais seguintes. Na vinda à assistência, a equipa técnica da Domingos Sport Competição resolveu prontamente o problema e Luís Mota e Alexandre Ramos partiram para a última secção ao ataque.
Como salienta o piloto “Apesar de gostar muito deste rali, voltamos a não ter a sorte do nosso lado. Na sexta feira perdemos bastante tempo, no sábado de manhã fomos obrigados a penalizar e as primeiras especiais não conseguimos ter o carro ainda a 100%. Na assistência o problema ficou resolvido e forçamos um pouco mais um andamento na última secção que acabou por correr bem, o carro esteve impecável, mas com o tempo perdido já não dava para chegar à vitória, mas ainda assim o resultado final acaba por ser muito positivo!”
O piloto do Cartaxo fez uma recuperação notável, subindo da última posição até ao segundo lugar da geral, passando agora a liderar a Taça FPAK Ralis Terra.
Por seu turno também Fernando Teotónio e Luís Morgadinho não tiveram a sorte do seu lado! Não fazendo qualquer rali de terra há mais de um ano, o piloto foi fazendo uma prova em crescendo, ganhando ritmo e confiança no seu EVO VII e chegando à sétima especial de classificação na segunda posição da geral. Contudo o azar veio bater-lhes à porta, com uma transmissão a ceder na PEC e a obrigar a dupla a rodar em ritmo lento para conseguir levar o Mitsubishi até ao pódio final! Após as 9 especiais de classificação Fernando Teotónio e Luís Morgadinho terminaram na 5a posição da geral do Campeonato FPAK de Ralis.
O campeonato prossegue a 7 e 8 de Maio com o Rali Serra da Lousã.

Sem comentários:

Enviar um comentário