Este espaço é para si! Envie-nos a sua notícia: mscmail.fotorali@gmail.com

domingo, 1 de dezembro de 2013

TEAM VODAFONE REPETE TRIUNFO DE 2010 E ENTRA NA ELITE DE FRONTEIRA

foto ACP Motorsport
Em 16 edições das 24 Horas TT Vila de Fronteira há apenas três equipas que venceram a grande festa de final de temporada em Portugal por duas ou mais ocasiões. Com o triunfo este ano, o BP Ultimate Vodafone Team é uma das formações que integra esta elite tão restrita. A formação de José Pedro Fontes, Miguel Barbosa, António Coimbra, Luís Silva e Nicolas Clerget teve uma participação praticamente perfeita que começou com a quebra do recorde da pista, saída para a corrida da pole-position e triunfo no final.

foto ACP Motorsport
Os vencedores completaram 110 voltas ao Terródromo de Fronteira e só não estiveram na frente durante cinco horas, período em que foi o Proto AC Nissan de Mário Andrade, Alexandre Andrade, Cédric Duplé, Georges Lansac e Philippe Letang que assumiu o comando da classificação geral. A formação do piloto português radicado em França regressou à vila alentejana com quatro vitórias no seu currículo e uma das principais candidatas ao triunfo final. Contudo, depois de um intenso despique durante a noite entre estas duas estruturas, o Proto AC Nissan evidenciou problemas de direcção assistida. Estes atrasaram os então segundos classificados e poderão ter sido uma das causas do acidente sofrido por Phillipe Letang e que ditou o abandono ainda antes das 16 horas de prova.
Desta forma, foi o BMC RR 2M de  François Florentin, Paul Lamic, Anthony Garden, Pedro Silveira e Francis Lavilhé, que cruzou a meta na segunda posição, a quatro voltas dos vencedores. No terceiro lugar, ficou o Propulsion Oryx de Sébastien Vincendeau, Gaetan Serazin, Philippe Tollemer e Guillerme Patrick. Esta equipa demonstrou o porquê de as 24 Horas TT Vila de Fronteira serem uma maratona imprevisível. O seu carro ficou parado na partida mas depois de ter sido ultrapassado por toda a grelha, acabou por recuperar e terminar no pódio.
foto Bruno Gafaniz
João Rato, Filipe Serra, Carlos Pinto e Paulo Pinto fizeram a festa porque, ao terminarem em quinto, a 11 voltas dos primeiros, foram a melhor equipa totalmente portuguesa. Apesar de tudo, este resultado teve um sabor agridoce porque não chegou para João Rato vencer, pela terceira vez consecutiva, o Desafio Mazda. Desta vez, quem levou a melhor foi o também portalegrense, Etelvino Carvalho.
Entre os concorrentes da categoria T2, os mais fortes foram Dario De Lorenzo, Aldo De Lorenzo e Lorenzo Cenzi, que colocaram o Toyota Land Cruiser na 14ª posição da geral, com uma vantagem de uma volta para os segundos classificados na classe.
*fonte: comunicado ACP

Sem comentários:

Enviar um comentário