Este espaço é para si! Envie-nos a sua notícia: mscmail.fotorali@gmail.com

domingo, 19 de maio de 2013

RALI CIDADE DE GUIMARÃES / TARGA CLUBE - RESUMO

BERNARDO SOUSA VENCE, JOÃO BARROS BRILHA
Bernardo Sousa, acompanhado por Hugo Magalhães, venceu o Rali Cidade de Guimarães / Targa Clube. A prova adivinhava-se muito disputada com as presenças em força dos S2000 quer de Bernardo Sousa, quer dos seus adversários Pedro Meireles e Ricardo Moura. A competitividade da prova ficou desde logo patente no primeiro troço com o piloto madeirense a colocar-se na frente do rali seguido de muito perto por Pedro Meireles e Ricardo Moura. A este equilíbrio de forças, juntou-se logo na segunda classificativa um outro factor que veio dar ainda mais incertezas quanto ao vencedor. As condições climatéricas instáveis colocavam grandes dificuldades aos pilotos e Ricardo Moura seria o primeiro a sofrer as consequências quando um toque na 3ª pec colocava um ponto final na sua prova de estreia com o Skoda Fabia S2000 em asfalto.
Na classificativa seguinte Bernardo Sousa via a liderança caír nas mãos de Adruzilo Lopes depois de ver um braço de suspensão traseira do seu Fiesta ceder, enquanto Pedro Meireles seguia de perto as posições cimeiras. No entanto, Bernardo Sousa conseguia recuperar posições apesar de uma reparação "artesanal" no seu Fiesta voltando à liderança do rali na 6ª classificativa para não mais a perder vencendo inclusive a Power Stage.
Neste troço seria a vez de Pedro Meireles ver o azar bater-lhe à porta com um despiste a obrigar à desistência deixando Adruzilo Lopes num confortável segundo posto.
Mais atrás, João Barros voava baixinho com o Clio S1600. Acompanhado por Jorge Henriques, o piloto efectuava tempos de grande nível tendo inclusive vencido a 4ª classificativa à geral. Esta exibição valeu à dupla um fantástico 3º lugar final ao qual se junta a vitória no CPR 2L/2RM.
De excelente nível foi também o rali de Diogo Gago. Ao volante de um Citroen C2 incapaz de fazer frente ao Clio S1600 de João Barros, o jovem piloto algarvio colocou-se na 4ª posição final, 2º entre os carros de 2 rodas motrizes.
Ricardo Marques fechou o pódio do CPR 2L/2RM ao assegurar o 7º lugar da geral.
Destaque para as inúmeras desistências neste rali como os casos de Moura e Meireles. José Pedro Fontes seria também um dos azarados ao sofrer um violento despiste que, felizmente sem consequencias para piloto e navegador, deixou o Subaru Impreza bastante destruido. 

ANDRÉ MARTINS A TRIPLICAR
André Martins, acompanhado por Ricardo Torres, levam de Guimarães óptimas razões para sorrir. O piloto do Mitsubishi Lancer colocou toda a sua regularidade em prova e escapou às muitas armadilhas do rali vencendo a prova do Open de Ralis, o Regional Norte e ainda o Troféu Rallycar.
Carlos Cruz foi o segundo classificado à geral no Open de Ralis sendo o vencedor entre os carros de 2 rodas motrizes, num rali em que estreava o Peugeot 206 RC com caixa sequêncial.
Fernando Teotónio completou o pódio final, com o piloto do Mitsubishi a ser bastante penalizado com as escolhas erradas de pneus numa altura em que liderava o rali, acabando por caír para o 3º posto final.
Manuel Pinto, João Ruivo e Luis Cambão fecharam por esta ordem o lote dos 6 primeiros classificados.
O Rali Cidade de Guimarães / Targa Clube viu-se algo desfalcado quanto ao Open de Ralis com Carlos Martins a desistir logo no troço inaugural devido à cedência da embraiagem e Diogo Salvi a ter a mesma sorte com o motor partido na 4ª classificativa quando comandava a classificação geral com larga vantagem.
No Regional Norte, André Martins repetiu o resultado obtido no Open sendo seguido na classificação por Pedro Leone, a colocar o imponente Ford Escort Cosworth no segundo lugar com Fernando Teotónio a fechar o pódio final.

JÚNIORES, CLÁSSICOS E FASTBRAVO
José Machado foi o vencedor entre os concorrentes ao Nacional Júnior. O piloto do Citroen Saxo impôs-se sobre Gonçalo Dias, que fazia a estreia ao volante do Peugeot 206. Daniel Rodrigues fecho o Top 3 entre os Júniores.
Nos Clássicos, a única presença em prova foi a de Rui Castro que levou o Dtsun 1200 até ao final sendo naturalmente o vencedor.
Finalmente, o Troféu Fastbravo teve também uma reduzida presença com Nuno Figueiredo a levar a melhor sobre Ariana Pinto nos pequenos Seat Marbella.

Sem comentários:

Enviar um comentário