Este espaço é para si! Envie-nos a sua notícia: mscmail.fotorali@gmail.com

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

COMEÇO AZARADO PARA JOÃO SILVA

João Silva e Hugo Magalhães partiram extremamente motivados para o Rali Centro de Portugal, prova que já haviam vencido no ano passado. Infelizmente o regresso ficou marcado pelo abandono após um despiste na primeira especial do rali, felizmente sem danos de maior para a jovem dupla de pilotos e para o Renault Clio R3.
Apostado em obter um bom resultado na prova organizada pelo Clube Automóvel da Marinha Grande, João Silva acabou por ser vítima de uma série de circunstâncias, não evitando uma saída de estrada na primeira classificativa do dia, quando estavam cumpridos apenas 3 quilómetros de prova cronometrada.
O piloto madeirense da FX Hotelaria não escondeu o desalento pela desistência, assumindo desde logo que o despiste se deveu a um erro seu: “infelizmente o rali terminou mais cedo do que esperávamos. Acabamos por sair de estrada sem aquecer, no que poderia ter sido de novo um grande rali para a nossa equipa, depois de todo o trabalho de preparação que decorreu conforme tínhamos planeado.”
“Numa zona muito rápida, entrei com muita velocidade numa curva e perdi a frente do carro, colidindo num contentor de resíduos e na base de cimento que o suportava o que danificou logo o radiador e o depósito de combustível do carro, obrigando-nos a desistir da prova.”
“Esta situação resulta de um erro só meu, ao não adaptar a minha atitude face a algumas circunstâncias imprevistas. Nomeadamente, a neutralização à entrada do troço, que nos arrefeceu os pneus e toda a mecânica, bem como a minha decisão tardia e sem testes prévios, de transportar uma segunda roda suplente, adicionando mais 20kg à traseira do carro, o que prejudicou claramente o comportamento do carro em curva.”
“Ainda assim com a minha experiência devia ter avaliado melhor a situação e doseado o andamento nesta zona. Mas a vontade de dar o meu melhor e de não perder tempo para os restantes adversários, fizeram-me cair neste erro de principiante.”
“Ainda assim estou contente pelo trabalho feito antes do rali, pois o feeling durante os testes (apenas com uma roda suplente) foi muito bom, e os reconhecimentos correram igualmente muito bem.”
“Apesar da normal frustração e desilução, tanto eu como o Hugo já estamos a pensar no próximo rali, em Mortágua, onde esperamos poder estar presentes a 100% para levar em diante os nossos objectivos, ou seja, vencer o CPR2.”
O Rali de Mortágua decorre nos próximos dias 19 e 20 de Outubro, mas a participação da dupla da FX Team só será confirmada em breve, após análise das consequências deste incidente no orçamento da equipa. A vontade contudo é de manter o inicialmente delineado e estar à partida das restantes 2 provas do CPR2.



Sem comentários:

Enviar um comentário