Este espaço é para si! Envie-nos a sua notícia: mscmail.fotorali@gmail.com

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Comunicado de imprensa

Rali Caldas das Taipas 2010

Domingos Silva em 1º (VSH)
Estreia auspiciosa de José Rodrigues

Num Sábado à noite chuvoso, o público não se deixou desanimar e compareceu em grande número para assistir à 1ª Super Especial do Rali.
Quer Domingos Silva quer José Rodrigues, este último a estrear-se no mundo dos ralis, não desiludiram as várias centenas de pessoas presentes, brindando o público com uma condução “extravagante”, proporcionando algumas “atravessadelas”, recolhendo as merecidas palmas e entusiasmo dos fãs do desporto motorizado presentes. O mote estava lançado para o dia seguinte.

Domingo de manhã, Domingos Silva, no seu já conhecido do público Fiat Punto “laranja”, começa da melhor forma: a ganhar. Com um andamento forte e sempre no limite, o piloto principiava desta forma a delinear a sua prova.
Por sua vez, o estreante José Rodrigues, tendo nesta sua estreia no lado direito o também piloto Sérgio Aguiar, demonstrou que tem garra e que “não estava para brincar”, chegando a surpreender na sua estreia, tendo ganho 3 pec’s. Todavia, a sorte foi madrasta para o piloto, que, num rali que lhe estava a parecer perfeito, acabaria por “ficar” na 6ª classificativa com problemas de embraiagem no Honda Civic.
Segundo o seu navegador, Sérgio Aguiar, “o rali estava a ser fantástico. O José estava a andar num ritmo bastante forte, aproveitando ao máximo as potencialidades do Honda, nesta que era a sua prova de estreia. Foi pena os problemas mecânicos, porque poderíamos alcançar um bom resultado”.
Fica aqui uma nota mais do que positiva para José Rodrigues, um piloto a “ter em conta” nos próximos ralis.

Domingos Silva – Daniel Silva, por sua vez, “vingaram” o azar do ano transacto dando nas vistas pelo seu andamento. O resultado final não poderia ser melhor para a equipa do Punto: 1º lugar nos VSH e quartos da geral na prova extra. De facto, o piloto conseguiu impor o seu carro a viaturas bem mais potentes, sendo que “bater” os Mitsubishi era tarefa praticamente impossível. O quarto lugar da geral já demonstra o ritmo adoptado ao longo da prova. A equipa agradece à Mobilub pelo apoio sempre presente

Sem comentários:

Enviar um comentário