Este espaço é para si! Envie-nos a sua notícia: mscmail.fotorali@gmail.com

domingo, 12 de dezembro de 2010

6 Horas de Clássicos de Braga encerram temporada de 2010

A 13.ª edição das 6 Horas de Clássicos de Braga, que teve lugar este fim-de-semana, consagrou a equipa de José Fafiães, Manuel Valente e Cristiano Sá Fernandes (Datsun 1200), em mais uma organização do Clube Automóvel do Minho.

Durante os 360 minutos de corrida a incerteza quanto aos vencedores foi grande, isto porque foram várias as formações que passaram pelo comando, mas alguns por problemas mecânicos foram atrasando-se ou desistindo. No final, foi a equipa de José Fafiães a vencer, depois de uma prova regular em que souberam gerir os acontecimentos da melhor forma, para além de um andamento muito consistente.
Em condições semelhantes, a AMCO Racing I, com Albino Osório, Luis Sousa, João Pedro Sousa e Pedro Martins (Ford Escort) chegou ao segundo posto. Depois de terem começado por lugares mais baixos da classificação, a equipa foi ao longo do tempo subindo posições, rodando depois sempre de forma persistente nos lugares cimeiros, terminando folgados neste lugar.

O derradeiro lugar do pódio foi parar às mãos de Auto Sueco Minho, que trouxe para esta corrida o Volvo 240 Turbo, que chegou a ser campeão nacional de velocidade. António Rodrigues, Lennart Westrin e Manuel Ramos dividiram o volante do carro sueco, tendo alguns problemas eléctricos na parte final, mas também um pouco de sorte, pois a Scirroco Team, com Fernando Xavier e António Santos (VW Scirroco), estava em terceiro com uma boa vantagem quando ficou pelo caminho a poucos minutos do final.
A lista dos cinco primeiros ficou completa com a AMCO Racing II, com José Carlos Magalhães, José Couceiro, Hugo Pereira, Hélder Oliveira e Francisco Pinto (BMW 323), e a Scirroco Team que mesmo depois de parar assim ainda foi quinta classificada.
Grande dose de azar para a equipa dos Comissários do CAM, com Nuno Lima, Paulo Silva e Ricardo Maia, pois logo na segunda volta, quando eram terceiros, o carro capotou à entrada da parabólica no final da recta da meta. Felizmente nada de grave se passou com Nuno Lima que ia ao volante, mas o Opel Manta ficou um pouco mal tratado. Com isto, o «Safety-Car» esteve em pista cerca de 20 minutos para que as condições de corrida fossem restabelecidas.
Pelo caminho ficaram ainda a Fábrica Italiana Trsport 1, de Carlos Abreu, Rufino Fontes, José Pedro Fontes, Miguel Fontes e Rosário Sottomayor, que defendiam a vitória alcançada o ano passado. Ainda na volta de formação da grelha de partida partiu-se o motor do Alfa Romeo Giullia. O Team Stand Carvalho, com Manuel Ferreira, Silvino Pires e Carlos Pires (BMW 2002), foram outros que desistiram quando lideravam, depois de um problema de motor.

Sem comentários:

Enviar um comentário